Inédito: Miss Universo 2018 terá apenas mulheres em sua comissão julgadora

Concurso será transmitido ao vivo pela Band e terá Mayra Dias representando o Brasil

Da Redação | entretenimento@band.com.br

A organização do Miss Universo anunciou nessa quarta-feira, 12, que terá apenas mulheres em sua comissão que elegerá a próxima Miss Universo. A grande final do concurso está marcada para domingo, dia 16, com transmissão ao vivo para todo o Brasil pela Band e pelo Portal da emissora a partir das 22h.

No time de juradas estarão empresárias, personalidades da moda, além de ex-titulares do concurso, como a Bui Simon, eleita a mulher mais bela do mundo em 1988.

A amazonense Mayra Dias é a representante brasileira na disputa e conta com uma forte torcida para conquistar a coroa. Nos eventos preliminares, a jornalista amazonense tem ganhado cada vez mais destaque, como no desfile de traje típico, que aconteceu na última segunda-feira, 10. Na ocasião, a Miss Brasil surgiu com uma fantasia representando todas as etnias indíginas e, em um determinado momento, se transformou em um beija-flor, levando a plateia ao delírio.

A 67ª edição do Miss Universo contará um número recorde de candidatas com representantes: serão 94 meninas ao todo.

Vale lembrar que o Brasil conquistou a coroa duas vezes: em 1963, com Iêda Maria Vargas, e em 1968, com Martha Vasconcellos. A última vez que uma amazonense participou do concurso foi em 1957, com a Miss Brasil Terezinha Morango, que em segundo lugar.

Pelo terceiro ano consecutivo, a apresentação do concurso ficará a cargo de Steve Harvey. A modelo, empreendedora e ativista do corpo Ashley Graham retornará como apresentadora dos bastidores.

A animação musical ficará por conta do cantor, compositor e vencedor do Grammy NE-YO. Já a personalidade de TV e guru do estilo Carson Kressley, e a supermodelo e expert em concursos Lu Sierra vão se juntar ao elenco mais uma vez para fornecer análises e comentários durante toda a transmissão ao vivo.

Conheça as juradas do Miss Universo 2018:

Bui Simon: Miss Universo 1988, fundadora da Angel Wings Foundation, que auxilia jovens em situação de vulnerabilidade cidadãos da Tailândia oferecendo mais oportunidades educacionais.

Monique Lhuillier: Estilista e designer de moda com criações usadas por diversas personalidades, incluindo as primeiras damas dos Estados Unidos, por mais de duas décadas. Ela também é membro do Conselho de Designers de Moda da América.

Janaye Ingram: Personalidade da mídia e ativista. Foi Miss New Jersey em 2004.

Michelle McLean: Retornando a Bangkok, onde foi coroada Miss Universo 1992 pela Namíbia, ela é modelo e apresentadora de televisão, além de presidir uma fundação que leva seu nome em prol de crianças carentes.

Iman Oubou: Empresária, fundadora e editora-chefe da SWAAY Media. Foi Miss New York em 2015.

Lili Gil Valletta: Empreendedora premiada e comentarista de TV.

Richelle Singson-Michael: CEO da Platinum Skies Aviation e FinTech Casha.me.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *